"O Fado que é a vida..."

"Tal qual a rima declarada,

Assim como a palavra que nesta música é cantada

O Fado que é a vida....

É o cântico que vamos entoar

A melodia que para sempre nos vai acompanhar...


Assim como o fado o pode ser...

Uma música que o mal à tona pode trazer,

A tristeza poder de novo encontrar...

E essa lágrima de dor simplesmente libertar

Pode algo de bom mostrar,

E qual marcha triunfante entoar,

A música bela, que,

Na vida...

Cada um deve encontrar


Cada nota tocada,

Deve ser amada,

Cada sustenido,

Simplesmente vivido,

E quando precisamos de pausar,

Reflectir, e a cor da vida encontrar


Nessa melodia, maestro podemos ser,

E o resto da banda, onde encontrar?

Basta para isso um pouco procurar

E aqueles especiais no coração guardar

Cada um sua nota vai tocar

E nessa altura poderemos ver

O Fado que é a vida...

A bela música que pode ser


No som grave a tristeza fazer ouvir,

Com um agudo alegria transmitir

E ao som do tambor triunfantes marchar

E nesta melodia,

O Fado que é a vida...

A felicidade abraçar


A escuridão e luz transformar,

A lágrima, um sorriso virar,

Sem medo, de coração amar

O que cada um de nós tem

Pelos outros simplesmente dar

E se o bom podermos partilhar

O Fado que é a vida...

Tal orquestra bem ensaida

Que perfeita vai soar...

E na nossa memória ficar

Esta vida poderemos tornar!


Tal qual a rima declarada,

Assim como a palavra que nesta música foi cantada

O Fado que é a vida....

Esse é o cântico que vamos entoar

A melodia que para sempre

Na nossa vida,

Nos vai acompanhar..."

"Reason to start again....to just begin"



Um poema de agradecimento...desta feita em inglês...um campo para ser mais explorado....e talvez com um cheirinho de musica, pois tem um refrão...quem sabe se ainda o poderá ser....


I just thought...

The battles I have fought,

All the things I had suffer,

How can I continue going further?


All the tears I dropped,

The time I had lost,

Shattered goals in my mind,

All the reasons I can not find...


Then I saw you,

You cought my attention,

You gave me your consideration,

You gave me your time...

You offered your smile...


With you I just can forget,

All those bad things I lived in the past,

And with you I can smile again,

Given by you, a reson to a new begin


Words just don't mean a thing,

If you just say them in vain,

They are just useless...

If it isn't from you hearh...

Just worthless...


Then I saw you,

You cought my attention,

You gave me your consideration,

You gave me your time...

You offered your smile...


With you I just can forget,

All those bad things I lived in the past,

And with you I can smile again,

Given by you...

a reson to a new begin...



Thank you for granting me with perfect moments....

Although there isn't s perfect world yet...

Friends like you make things worth again!

Thank you....

Pensamentos...sonhos...utopias...


Em Janeiro, quando no inicio de um novo ano acabei por ter momentos de tanto "stress" mental...um pouco de algo profundo...


"Dias paramos e pensamos...

Reflectimos pelas imagens que nos marcaram...

Sonhamos acordados...

E vaguiamos em utopias da nossa mente...


Procuramos um pouco de nós que nos falta,

tentamos preencher o vazio no nosso coração...

sentimos algo incompreensível...uma forte emoção...

um sentimento escondido...u

m sonho para ser vivido,

ou uma utopia...

algo para ser esquecido?


Num ou noutro momento da nossa vida acabamos a pensar...

Que próximo passo podemos dar...

Que palavras podemos usar...

Será que devo arriscar?


É nesse momento que voltamos a pensar...

Não no futuro que estamos a imaginar...

Mas em tudo o que no passado podemos sentir...

E acabamos com medo do que há de vir...


Muitas vezes não passam do meu pensamento,

outras vezes são meros sonhos acordados...

por vezes quissá uma utopia de algo,

que queria,para sempre guardado...


Nos dias em que paramos e pensamos....

Fáceis não serão...

acabam por recordar coisas que queremos esquecer,

Mas negativo não posso ser...

Tenho desse experiencia tão empírica algo tirar...

Algo que me possa ajudar

Na decisão que quero tomar...


Será que tenho medo de algo perguntar?

Será que receio o que poderei encontrar?S

erá que é pavor de voltar a chorar?

Será que é a dúvida de querer voltar, simplesmente,

algo tão simples como amar?


Bem é algo que me acabo por perguntar,

Algo que muitas vezes na mente pode passar...

Apenas porque nos dias em que paramos e pensamos

Reflectimos pelas imagens que nos marcaram...

Sonhamos acordados...

E vaguiamos em utopias da nossa mente..."

As palavras de um poeta...



"O poeta esceve nos momentos de maior emoção...

é nessa altura que existe a sua maior inspiração

Dessa forma alguma paz ele tenta encontrar...

Mesmo que suas palavra, ninguem, as vá achar...


Muitos são os dias em que paro para escrever,

Sem que nada me possa ocorrer...

Mas acabo por ao fundo vislumbrar...

Que a minha vida, tem tanta história para contar...


Não as história de um rei que vai conquistar,

Ou de um sábio que algo inovador vai inventar...

Nem mesmo um principe, que sua donzela vai encantar...

Simplesmente experiencias simples...

As palavras de um poeta...

As palavras que ele tem para contar...


Este poeta acaba por muito pensar...

Este poeta...sempre vai racionalizar...

Os pontos fracos encontrar...

Esses pontos eliminar...

Melhor pessoa se tornar.


Entre isso este poeta nestas palavras vai deambular,

Seus senitmentos...por vezes indefinidos....vai libertar....

Porque poeta tem um coração...

E a vida de um poeta...

a emoção...é sua inspiração...


Por isso, assumo-me como poeta...

Não porque quero no mundo alto me elevar....

Ou porque fama quero alcançar...

Não...

O digo porque por palavras quero mostar

As palavras de um poeta...

As palavras que eu tenho para contar...."

Deambular fotográfico...uma tarde na Ericeira

Desta vez deixo algumas fotografias tiradas na Ericeira, um dos locais onde mais gosto de fugir e simplesmente observar a beleza que a natureza nos tem para dar!













.




O primeiro de todos..."Dias cinzentos..."


O primeiro poema inspirado por dias mais escuros por que passei...já com uns meses...espero que gostem...


"Dias cinzentos fazem pensar....

em tudo aquilo que estamos a passar...

Fazem o cérebro correr...uma corrida sem par...

Mente vagueia...sem nenhum rumo tomar.


Quem me dera nesses dias,

simplesmente poder desaparecer...

Poder apenas voltar atrás...

e muita coisa mudar, ou simplesmente esquecer...


Fechar os olhos e voar...

para um lugar longe poder pairar

onde sonhos realidade podem ser,

apenas com a nossa força e nosso querer...


Mas um dia de sol,

cinzento pode ficar...

assim como um sonho, por vezes,

em pesadelo se acaba por tornar...


Se esse sonho for a nossa vida,

alguma atitude vamos tomar....

mas o que fazer?

Quando não se sabe para onde rumar...


No meio de uma multidão,

o sol a brilhar....

de repente o cinzento voltou,

e quase todos desaparecerão...


"Como é possivel irei perguntar....?"

Com tanta gente e só estar a ficar...

Sentir a melancolia do nosso ser....

e mais uma vez tudo querer esquecer...


Mas uma luz apareceu,

algo aconteceu,

poucos irão voltar...

mas esses que os meus olhos alcaçam...

Ahhh, esses não me vão abandonar...


O vazio ficou,

a tristeza não passou,

a dor não acabou,

o sol não brilhou,

mas o carinho chegou,

e no meio de tanta escuridão,

algo se pode iluminar,

e foram os meus olhos,

com as lágrimas de alegria,

ao vos ver chegar!"

O começo....



Bem vindos a este espaço especialmente dedicado a todos os amigos e pessoas que me conhecem onde vou partilhar um pouco das palavras que ao longo do tempo tenho escrito, e que irei escrever, que foram como uma forma de expressar o que sentia, e desta feita em forma de peosia...grande parte do que escrevo são poemas, mas muito poderei contar...
Espero que todos os meus amigos gostem, apreciem, comentem e alguns conheçam um pouco deste meu lado mais desconhecido!


Um bem haja a todos vós que habitam em meu coração! Muitos foram a minha inspiração! Todos serão sempre os incansáveis que nunca me abandonaram!



Fábio

O meu arquivo...

Visitas ao meu cantinho...

O tempo hoje...

Seguidores....